domingo, 14 de dezembro de 2008

Perguntas, por enquanto sem respostas...



a) Quando Aldivon vai definitivamente fazer as pazes com o PMDB (partido sempre dividido, dificultando a indicação de nomes para participação no governo municipal) ?

b) O sulpente de vereador Adjano Bezerra vai ser vereador (pela PEC ou por substituição) ou secretário de Aldivon (indicado pelo PMDB) ?

c) Como Aldivon vai acomodar toda a claque do PMDB - e dos partidos aliados, sem antes, existir uma união e discussão de nomes dentro dessas agremiações ?

d) Quando a fábrica de cimento da Votorantim entrará em funcionamento e, de fato, trará a tão sonhada redenção econômica para nossa cidade ?


e) Quando as "PPPs (Parceria Público-Privado)" beneficiarão Baraúna ?

Um comentário:

Marcos Fábio disse...

Tendo uma aproximação muito grande com o PMDB, já que, até bem pouco tempo ocupava o cargo de vice-presidente do diretório municipal de Baraúna e detenho uma amizade fraterna com o coordenador estadual para o oeste ELIAS FERNANDES, ignoro que haja uma briga entre o prefeito Aldivon Nascimento e esta tão importante sigla partidária.
Acho que esse blogueiro deve melhor se informar e analisar que, um só elemento jamais poderá responder pelo PMDB. A briga é talvez com o atual presidente da câmara local.
O Peemedebista de verdade não vende, não aluga o que tem de mais honroso dentro da política, sua ideologia. Empresta a sigla para contribuir para o desenvolvimento e vai até o fim em suas convicções.
Nesta eleição, contra tudo e contra todos, inclusive falsos partidários, foi a luta, ajudou a eleger Aldivon e elegeu 3 vereadores. Fez sua parte e espera que os compromissos sejam cumpridos.
Portanto, se o Prefeito brigasse com o PMDB, certamente ele sabe que o partido dicide qualquer eleição.