quinta-feira, 15 de maio de 2014

Vídeo: avião com alagoanos freia emergencialmente para evitar colisão

Perfil de Luciano Cabral no Facebook (Crédito: Reprodução)
Perfil de Luciano Cabral no Facebook (Crédito: Reprodução)

Atualizada às 08h13, 15/05.

O sistema anticolisão e a habilidade do piloto evitaram uma tragédia no Aeroporto de Aracaju, no estado de Sergipe, no início da tarde desta quarta-feira (14). O voo AD 4101 da companhia Azul, que fazia o trajeto Aracaju/Campinas com escala em Maceió, teve que fazer uma frenagem de emergência no precedimento de decolagem. Isso porque uma outra aeronave cruzava na mesma rota.

Segundo o vice-presidente da Federação Internacional de Desportos Universitários, o alagoano Luciano Cabral, que estava a bordo, hoje "o dia é de orações e agradecimentos". Em seu perfil, numa rede social, o dirigente publicou o alívio de todos por tudo terminar bem, e o vídeo com a explicação do piloto sobre o fato.

De acordo com o piloto, a companhia aérea vai solicitar a fita do procedimento para investigação. "Nós abortamos a decolagem ao meio-dia e vinte nove. Portanto, temos que aguardar até uma e vinte e nove para o pessoal de engenharia dar uma olhada em nossas rodas e sistema de freios, e nos liberararem", disse o comandante.

Veja Também: Aeronáutica investiga problema com decolagem de avião em SE

Fato corriqueiro

Ainda de acordo com o piloto, ao ser informado pelo pessoal da manutenção, o fato vem ocorrendo no aeroporto de Aracaju várias vezes.

A Redação do TNH1 entrou em contato com a Assessoria da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) que não sabia do fato, e nos encaminhou para a Assessoria da Aeronáutica.

Por e-mail, a a Assessoria da Aeronáutica apenas informou que o caso está sendo investigado.

Já a companhia Azul publicou nota sobre o episódio:

São Paulo, 15 de maio de 2014 – “A Azul Linhas Aéreas Brasileiras informa que a aeronave que faria o voo 4101, que faz a rota entre Aracaju e Maceió teve sua decolagem abortada por sua tripulação após receber indicação de potencial conflito de tráfego devido à indicação da presença de outra aeronave em sua trajetória. Após o ocorrido, a aeronave retornou ao terminal onde foi posteriormente inspecionada pelos técnicos de manutenção e liberada para o voo com atraso de uma hora. A companhia lamenta eventuais transtornos aos seus Clientes e ressalta que tal ação foi uma manobra de caráter preventivo, executada sem colocar em risco a segurança dos ocupantes e sem causar danos à aeronave.”

VEJA O VÍDEO:

 

Nenhum comentário: