domingo, 31 de agosto de 2014

A APPLE TRABALHA EM UM BETA SECRETO. O QUE ISSO SIGNIFICA?

Beta secreto

Diferente do que sempre aconteceu ao longo dos anos, desta vez a Apple não liberou para os desenvolvedores o sexto beta do iOS 8. Porém, segundo alguns, esta versão existe e está atualmente sendo testada por engenheiros e parceiros mais próximos da Apple, como as operadoras.

Se isso for verdade, é mais um capítulo dos mistérios que a Apple está fazendo este ano.

A Apple sempre disponibilizou versões betas para os desenvolvedores que criam aplicativos para o iPhone e o iPad, para que eles possam adaptar suas criações ao novo sistema antes de os usuários tenham acesso a ele. Esta é uma atitude inteligente que tem dado certo há anos. Porém, estas versões sempre serviram de fonte de vazamentos de informações, pois é através do estudo de seus códigos internos que é possível descobrir novidades que virão. Até nós aqui já descobrimos e contamos para o mundo inteiro que o iPad 2 viria com um sistema de desligar a tela ao fechar a capa (a Smart Cover), graças a códigos que encontramos.


BDI no Macrumors

Este ano a Apple está cheia de surpresas, fazendo mistério sobre muitas coisas. No próprio convite para o evento de setembro ela usa uma frase dita no início do ano por Jony Ive: “Quem dera se pudéssemos dizer mais“. Mas como surpreender o mundo, se o olhar de todos está constantemente voltado para ela e a gigante cadeia de produção da China impossibilita o controle de centenas de milhares de operários?

As apresentações da Apple perderam um pouco o brilho de antigamente grande parte porque nada mais do que é apresentado é novidade. Tudo vaza antes e aí, quando a Apple oficialmente apresenta, tem ar de “notícia velha”. Foi assim no ano passado, quando ela mostrou pela primeira vez o iPhone de plástico e o dourado, com leitor de digitais. Todos nós já sabíamos e por mais que sejam novidades bem legais, muitos acabam ficando com a falsa impressão de que “a Apple não inova mais“.

Vazamentos acontecem, seja por quem trabalha nas fábricas ou através de pistas nos códigos. Então como fazer para impedir que o mundo descubra as novidades antes que elas sejam apresentadas?

Uma alternativa é lançar um “beta secreto“, que só engenheiros têm acesso. E tem lógica: primeiro se lança 5 versões betas sem nenhuma referência a produtos futuros, para que os desenvolvedores possam adaptar seus apps. Aí quando o sistema já foi bem testado por todos e está suficientemente estável, cria-se umaversão restrita mais completa para internamente testar os novos produtos, sem que o mundo descubra os segredos.

Isso fica evidente em uma notícia que saiu ontem: um desenvolvedor descobriu referências à imagens @3x, que indicam uma resolução maior de tela. Ora, se o novo iPhone terá mesmo uma tela maior, como dizem, isso deveria estar espalhado por todo o sistema, pois do jeito que está no beta 5 os ícones ficariam todos sem definição no “iPhone 6″. Como liberar um beta sem que ele mostre descaradamente os planos da Apple?

Criando uma versão paralela sem as referências. E parece que foi isso que a Apple fez: deu a todos acesso a um beta parcial, enquanto ela testava outra versão em paralelo, como fez com o Mac OS antes dele ganhar compatibilidade com a arquitetura Intel.

O “real” beta, completo, está hoje nas mãos dos engenheiros que testam os novos produtos, além das operadoras. É a primeira vez que isso acontece e sempre me perguntei por que ela nunca tinha feito isso antes.

Outro segredo guardado a sete chaves é o tal do “iWatch” (nome não confirmado). Muitos se perguntam por que ainda não vazou nenhuma peça sequer? A Apple está fazendo um grande trabalho em esconder tudo, pois sabe que os vazamentos só ajudam a concorrência que está constantemente à espreita de qualquer informação para copiar e tentar fazer igual.

Há hipóteses para a falta de vazamentos do dispositivo de vestir:

  1. Ainda não começou a ser fabricado. A Apple pode anunciar agora o produto mas lançar só no ano que vem, pois precisa homologá-lo antes em diversos países e isso acabaria vazando.
  2. Está sendo fabricado, mas nos Estados Unidos. Em casa, a Apple tem muito mais controle da cadeia de produção e pode impedir melhor os vazamentos. O Mac Pro foi um exemplo, ninguém sabia dele até a Apple apresentá-lo.
  3. Não existe nenhum iWatch. Uma hipótese possível que explicaria a falta de vazamentos. Mas esta teoria é cada vez mais improvável.

Uma coisa é certa: este ano a Apple está bem mais misteriosa, prometendo grandes novidades. Será que ela vai conseguir, depois de anos, voltar a nos surpreender?

Blog do Iphone

Nenhum comentário: